domingo, 27 de janeiro de 2008

Spleen

Hoje eu estou sem paciência para pensar em algo... Por isso vou postar um poema meu antigo. Tempos de melancolia!


Não mais


Mas um dia se vai
e minha vida
se degenera aos poucos...
Devo desistir agora?
Não...mais tarde, quem sabe?
Minha esperança se esvai,
como petálas de rosa ao vento...
pétalas vermelhas do meu sangue
que será derramado,
pelas minhas próprias mãos...
sangue jorrado, que fará brotar ódio
e tristeza...
Porque fui triste e odiei a mim,
torturei meu corpo e minha mente
com lembranças de uma vida desperdiçada...
O destino me trouxe
ao meu próprio reflexo no espelho,
mas quem está ali não sou eu...
Quem é?
Não há respostas...e talvez, nem perguntas...
Existem apenas sentimentos,
rancores de um coração despedaçado...
Gritos rompem o silencio,
e o que ouço é minha voz...
Pensamentos mórbidos,
vozes, vultos,melancolia, lagrimas...
A noite acaba,
o sono vem...
e com ele sonhos,
e um desejo:
que o amanhã nunca chegue!
Não mais...

Leila Soriano
08/06/05

Silêncio (Fuseli )

8 comentários:

Breno do Vale disse...

Já tinha tido o prazer de ler esse poema. Cada um tem seu momento de tristeza, e saber canaliza-la é um dom.

Até o obscuro é belo.

Lailah disse...

obrigada!
;*

David disse...

Esse daqui em particular faz sentido me faz lembra minha vida também... dias que fiz escolhas ruins... um em particular foi um X que marquei em um pedaço de papel há alguns anos... apartir daí todos os dias de minha vida tem sido piores, cada dia, hoje mesmo é o pior dia da minha vida e amanhã será pior... digressões... divagações... algo me faz viver... existe uma luz no fim do tunel? Será...

Lailah disse...

ueiaheiuahueaihiaeuhuieahea
eu sei que X foi esse, eu tb marquei!

Marcelo Walter disse...

oi Leila, vc tb tem Blog! Nem me falou ontem! Legal, bem mais poético do que o meu. Gostei das poesias...

Paty Lustosa disse...

Leila,
Adorei seu blog.. Bem mais poético e menos nerd que o meu.. Huaahauhaua.. Bom que esse momento de tristeza passou né? Aproveita para ser feliz que a vida é uma só.

lady catherine gordon disse...

Mudanças geram sofrimentos..

A gente quer martirizar e mutilar o que nos tornamos!

Que bom que a tempestade passou!


beijo!

nat disse...

Apesar de ver a vida de forma mais simples, talvez fútil, ou quem sabe imatura, achei muito bonito seu poema.
É realmente um dom conseguir expressar os sentimentos com tanta coerência através de algumas palavras!